IMPRENSA

 


Tendências globais de consumo em 2019
30/01/2019

Um novo estudo da empresa de pesquisa de mercado Euromonitor International revela as principais tendências de consumo que surgem em 2019 e que deverão ditar os próximos anos. A pesquisa Global Consumer Trends 2019, assinada por Alison Angus e Gina Westbrook,  aponta que inteligência para saber usar o imenso leque de opções e poder de decisão disponíveis é essencial.  “O grande desafio é saber dar sentido a tudo”, diz o estudo.

As autoras destacam que os consumidores estão ficando mais inteligentes (“todos são especialistas”) e autossuficientes,  demandam cada vez mais autenticidade e imediatismo.

Questões éticas e sobre o meio-ambiente também estão deixando de ser demandas de nicho e pautas de poucas marcas para se tornarem pontos essenciais. O movimento anti-plástico de 2018 (contra os canudinhos, por exemplo) mostrou que a preocupação ambiental veio para ficar.

A facilidade de contato via plataformas digitais e também a questão do envelhecimento: gerações mais velhas querem ser lembradas pelas marcas.

Confira, a seguir, as 10 tendências de consumo em 2019:

1. Pessoas mais velhas querem se sentir e agir como mais novas – e ser tratadas como tal

Em 2019, surgem os “agnósticos da idade”, aqueles que não acreditam mais que idade ou velhice é sinônimo de “piorar”. Eles não têm uma visão passiva sobre o envelhecimento e cuidam cada vez mais da aparência e da saúde. Com o envelhecimento populacional essa fatia de consumidores, que tem mais poder de compra que os mais jovens,  torna-se essencial para marcas e empresas.

2. De volta ao básico: menos é mais

Consumidores tendem, cada vez mais, a rejeitar o genérico, os produtos massificados, preferem simplificados e focados.  Reavaliam seus hábitos de consumo, e dão preferência a experiências mais simples e autênticas. Comprar comida localmente, de pequenos produtores, exemplifica a tendência.

3. Consumo consciente

O veganismo e os produtos eco-friendly ganham mais espaço com essa tendência entre os consumidores ao redor do globo. Em países em desenvolvimento, consumir carne vermelha ainda é visto como sinal de maior poder aquisitivo e prosperidade.  Os produtos que não promovem testes em animais também estão sendo cada vez mais exigidos.

4. Digitalmente unidos

A transformação dos meios digitais e da tecnologia, que na última década evoluiu de “facilitador da comunicação” à criação de novas e multidimensionais formas de interação, vai continuar a criar novas experiências coletivas e moldar a maneira pela qual consumidores se conectam e colaboram.

5. Todo mundo é especialista: conhecimento é poder

Em uma era de alta acessibilidade, onde tudo está ao alcance de um botão, consumidores sabem que podem contar com informações instantâneas para decidir suas compras. A relação entre varejista e consumidor mudou, o poder da informação esta nas mãos de quem consome e cresce o poder dos “influenciadores” nas redes sociais,

6. Espaço próprio: o valor de “ficar sozinho”

A valorização do tempo sozinho, do momento “eu”, veio para ficar. Não tem nada de errado em ficar em casa curtindo a própria companhia, longe do e-mail, dos eventos e das redes sociais. Outra tendência mostra consumidores mais cuidadosos com o que compartilhavam online, valorizando mais a privacidade.

7. “Deixa que eu faço” – Consumidores podem cuidar deles mesmos

Consumidores estão cortando o “meio de campo”, os profissionais intermediários, e fazendo eles mesmos. De olho, por exemplo, na saúde, esses novos consumidores buscam soluções práticas de alimentos, valorizando produtos orgânicos.

8. Um mundo sem plástico – Consumidores mais atentos ao desperdício

A luta por uma sociedade livre da “escravidão do plástico” ganhou força nos últimos anos e só crescerá em 2019, com consumidores mais atentos que rejeitam produtos cuja embalagem plástica é descartada com apenas um uso ou aqueles produtos de beleza que trazem micropartículas plásticas que poluem gravemente os oceanos.

Com essa tendência, consumidores vão se mostrar a gastar mais em produtos com materiais recicláveis e cujas marcas se preocupam efetivamente com o meio-ambiente.

9. Eu quero agora! – Soluções rápidas e sem problemas

Eficiência é a palavra-chave. Consumidores estão mais atarefados e desejam serviços e produtos que são entregues rapidamente e da maneira mais simples possível, sem problemas.

10. Amando a vida de solteiro

Pessoas acima dos 50 anos estão ficando mais solteiras e aproveitando essa nova vida. Solteiros por toda a vida ou recentemente viúvos ou separados, esses consumidores têm mais poder de consumo e estão adotando um estilo de vida típico dos jovens solteiros.

Leia a materia completa, fonte: Exame


  Voltar para sala da Imprensa

ARQUIVOS

Agosto/2019
Julho/2019
Junho/2019
Maio/2019
Abril/2019
Março/2019
Janeiro/2019
Dezembro/2018
Novembro/2018
Outubro/2018
Setembro/2018
Agosto/2018
Julho/2018
Junho/2018
Maio/2018
Abril/2018
Março/2018
Fevereiro/2018
Janeiro/2018
Dezembro/2017
Novembro/2017
Outubro/2017
Setembro/2017
Julho/2017
Maio/2017
Abril/2017
Março/2017
Fevereiro/2017
Janeiro/2017
Novembro/2016
Outubro/2016
Agosto/2016
Julho/2016
Junho/2016
Abril/2016
Março/2016
Fevereiro/2016
Janeiro/2016
Dezembro/2015
Novembro/2015
Setembro/2015
Agosto/2015
Julho/2015
Junho/2015
Maio/2015
Abril/2015
Março/2015
Fevereiro/2015
Janeiro/2015
Dezembro/2014
Setembro/2014
Agosto/2014
Maio/2014
Abril/2014
Março/2014
Fevereiro/2014
Novembro/2013
Outubro/2013
Setembro/2013
Agosto/2013
Julho/2013
Junho/2013
 
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

29/08/2019 - O que é Agricultura Orgânica?
07/07/2019 - Pesquisadores desenvolvem na Bahia 1º sistema de maracujá orgânico do Brasil
29/06/2019 - Inédito, maracujá roxo da Bahia é aposta para se tornar símbolo de produção orgânica
05/06/2019 - Perdas e Desperdício de Alimentos
29/05/2019 - Como comercializar produtos orgânicos

 

CONTATO

Avenida Sete de Setembro, 83, Lençóis - Bahia
CEP 46960-000   Caixa Postal 18
+55 (75) 3334 1092
contato@bioenergiaorganicos.com.br